Estudar na Itália

Muitos cidadãos brasileiros têm interesse em estudar na Itália e ter acesso ao incomensurável acervo cultural italiano, às prestigiosas e tradicionais universidades, algumas delas entre as mais antigas do mundo, ou mesmo para estudar a língua italiana, devotada por muitos apaixonados devido à sua sonoridade, musicalidade, pela rica literatura ou por questões familiares, já que muitos descendentes querem resgatar as raízes dos seus antepassados italianos que emigraram para o Brasil. Independente do motivo, estudar na Itália é definitivamente uma experiência única e de muito valor para qualquer estrangeiro, seja ele cidadão italiano ou não.

Não é necessário ser cidadão italiano para poder estudar na Itália.

Muitas universidades brasileiras, sobretudo as federais e as católicas, têm convênio com universidades italianas, como é o caso da UFMG, que tem parceria com inúmeras universidades estrangeiras nos cinco continentes.

O estudante brasileiro pode se candidatar junto à própria universidade brasileira a um projeto de intercâmbio ou pode concorrer às inúmeras bolsas de estudo que anualmente são disponibilizadas pelo Ministério da Educação Italiano para alunos estrangeiros, no âmbito do Programa ERASMUS. Para tanto, é necessário ter um conhecimento razoável da língua italiana, pois o candidato será submetido a testes junto à própria universidade brasileira para ser considerado apto.

Se o candidato deseja estudar com isenção de taxas da universidade, moradia e alimentação gratuitas e ainda receber uma ajuda de custo por mês é possível pleitear uma bolsa de estudo. A bolsa de estudo pode ser oferecida pelo governo italiano (através do MIUR – Ministero dell’Istruzione, dell’Università e della Ricerca) ou brasileiro (através do Ministério da Educação ou do CNPQ – Centro Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico). Também existem muitas empresas privadas brasileiras de grande porte que pagam bolsas de estudo aos universitários brasileiros interessados, em convênio com as universidades brasileiras.

Quando busca-se bolsas de estudo oferecidas pela Itália é comum recorrer ao site da própria universidade italiana. Apesar de parecer o mais lógico, na Itália as bolsas de estudo NÃO são disponibilizadas no site da universidade, mas estão presentes nos sites dos órgãos de direito ao estudo de cada região italiana.

 

Veja aqui a lista dos principais órgãos e entidades de direito ao estudo das principais províncias italianas

 

Portanto procure ali pelas bolsas e verá que todos os anos, apenas no Vêneto, são disponibilizadas 5 mil bolsas para estudantes estrangeiros. Isso apenas no Vêneto, uma das 20 regiões da Itália. As melhores universidades para bolsas de estudo são: Torino (Turim), Padova (Pádua), Pavia, Siena, Firenze (Florença) e Verona. Mas todas as universidades oferecem oportunidades aos estudantes estrangeiros.

Na Itália há também 2 universidades que se dedicam a atender estudantes estrangeiros, a Università per Stranieri di Siena e a Università per Stranieri di Perugia. Nelas é possível fazer cursos livres de língua e cultura italiana, desde o nível elementar ao mais avançado, além de cursos de graduação, mestrado e doutorado nas áreas de linguística, literatura e filologia italianas, entre outros cursos de didática voltados ao ensino da língua italiana como língua estrangeira (L2).

Documentação

Independente da forma de acesso (se com bolsa de estudo ou não), ao se matricular em uma instituição de ensino italiana, o estudante brasileiro deverá providenciar a documentação necessária, que irá depender dos estudos realizados no Brasil e do curso escolhido (se universitário ou não).

Os certificados e declarações escolares brasileiros deverão ser traduzidos por tradutor juramentado e levados ao Consulado Italiano de competência territorial para a legalização e emissão da chamada Dichiarazione di Valore In Loco (ver mais na seção Glossário). A Declaração de Valor, que é obrigatória, é emitida pelo consulado italiano no Brasil e atesta a equivalência dos estudos realizados no Brasil em relação ao sistema educacional italiano, que é bem diferente daquele brasileiro. Em outras palavras, a Declaração de Valor explica a qual curso italiano corresponde o curso brasileiro. Ela é de fundamental importância para a instituição italiana receptora dos documentos, para poder saber exatamente o estudo realizado fora da Itália.

Revalidação (convalida/riconoscimento) de diploma ou título de estudo italiano no Brasil

O estudante que frequentou uma escola primária/secundária ou universidade (graduação, pós-graduação, mestrado ou doutorado) na Itália, ao voltar para o Brasil, pode solicitar a validação do diploma italiano no Brasil.

Revalidação (convalida/riconoscimento) de diploma ou título de estudo brasileiro na Itália

O estudante que frequentou uma escola primária/secundária ou universidade (graduação, pós-graduação, mestrado ou doutorado) no Brasil, ao ir para a Itália, pode solicitar a validação do diploma brasileiro na Itália.

Deixe um comentário

Hollo Interact - Marketing Digital