Muitos cidadãos brasileiros têm interesse em estudar na Itália e ter acesso ao incomensurável acervo cultural italiano, às prestigiosas e tradicionais universidades, algumas delas entre as mais antigas do mundo, ou mesmo para estudar a língua italiana, devotada por muitos apaixonados devido à sua sonoridade, musicalidade, pela rica literatura ou por questões familiares, já que muitos descendentes querem resgatar as raízes dos seus antepassados italianos que emigraram para o Brasil. Independente do motivo, estudar na Itália é definitivamente uma experiência única e de muito valor para qualquer estrangeiro, seja ele cidadão italiano ou não.

Não é necessário ser cidadão italiano para poder estudar na Itália.

Muitas universidades brasileiras, sobretudo as federais e as católicas, têm convênio com universidades italianas, como é o caso da UFMG, que tem parceria com inúmeras universidades estrangeiras nos cinco continentes.

O estudante brasileiro pode se candidatar junto à própria universidade brasileira a um projeto de intercâmbio ou pode concorrer às inúmeras bolsas de estudo que anualmente são disponibilizadas pelo Ministério da Educação Italiano para alunos estrangeiros, no âmbito do Programa ERASMUS. Para tanto, é necessário ter um conhecimento razoável da língua italiana, pois o candidato será submetido a testes junto à própria universidade brasileira para ser considerado apto.

Se o candidato deseja estudar com isenção de taxas da universidade, moradia e alimentação gratuitas e ainda receber uma ajuda de custo por mês é possível pleitear uma bolsa de estudo. A bolsa de estudo pode ser oferecida pelo governo italiano (através do MIUR – Ministero dell’Istruzione, dell’Università e della Ricerca) ou brasileiro (através do Ministério da Educação ou do CNPQ – Centro Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico). Também existem muitas empresas privadas brasileiras de grande porte que pagam bolsas de estudo aos universitários brasileiros interessados, em convênio com as universidades brasileiras.

Quando busca-se bolsas de estudo oferecidas pela Itália é comum recorrer ao site da própria universidade italiana. Apesar de parecer o mais lógico, na Itália as bolsas de estudo NÃO são disponibilizadas no site da universidade, mas estão presentes nos sites dos órgãos de direito ao estudo de cada região italiana.

 

Veja aqui a lista dos principais órgãos e entidades de direito ao estudo das principais províncias italianas

 

Portanto procure ali pelas bolsas e verá que todos os anos, apenas no Vêneto, são disponibilizadas 5 mil bolsas para estudantes estrangeiros. Isso apenas no Vêneto, uma das 20 regiões da Itália. As melhores universidades para bolsas de estudo são: Torino (Turim), Padova (Pádua), Pavia, Siena, Firenze (Florença) e Verona. Mas todas as universidades oferecem oportunidades aos estudantes estrangeiros.

Na Itália há também 2 universidades que se dedicam a atender estudantes estrangeiros, a Università per Stranieri di Siena e a Università per Stranieri di Perugia. Nelas é possível fazer cursos livres de língua e cultura italiana, desde o nível elementar ao mais avançado, além de cursos de graduação, mestrado e doutorado nas áreas de linguística, literatura e filologia italianas, entre outros cursos de didática voltados ao ensino da língua italiana como língua estrangeira (L2).

Documentação

Independente da forma de acesso (se com bolsa de estudo ou não), ao se matricular em uma instituição de ensino italiana, o estudante brasileiro deverá providenciar a documentação necessária, que irá depender dos estudos realizados no Brasil e do curso escolhido (se universitário ou não).

Os certificados e declarações escolares brasileiros deverão ser traduzidos por tradutor juramentado e levados ao Consulado Italiano de competência territorial para a legalização e emissão da chamada Dichiarazione di Valore In Loco (ver mais na seção Glossário). A Declaração de Valor, que é obrigatória, é emitida pelo consulado italiano no Brasil e atesta a equivalência dos estudos realizados no Brasil em relação ao sistema educacional italiano, que é bem diferente daquele brasileiro. Em outras palavras, a Declaração de Valor explica a qual curso italiano corresponde o curso brasileiro. Ela é de fundamental importância para a instituição italiana receptora dos documentos, para poder saber exatamente o estudo realizado fora da Itália.

Revalidação (convalida/riconoscimento) de diploma ou título de estudo italiano no Brasil

O estudante que frequentou uma escola primária/secundária ou universidade (graduação, pós-graduação, mestrado ou doutorado) na Itália, ao voltar para o Brasil, pode solicitar a validação do diploma italiano no Brasil.

Revalidação (convalida/riconoscimento) de diploma ou título de estudo brasileiro na Itália

O estudante que frequentou uma escola primária/secundária ou universidade (graduação, pós-graduação, mestrado ou doutorado) no Brasil, ao ir para a Itália, pode solicitar a validação do diploma brasileiro na Itália.

45 Comments

Felipe Mair Rodrigues · 13 de março de 2013 at 6:50

Bom Dia .
A minha duvida é a seguinte ,estou preparando todos os papeis para voltar para o Brasil .Esse ano farei o esame final di qualifica trienale para “Tecno Eletrico das Industrias” ,e ja pedi ao professor un documento que comprove o atestado di qualifica enquanto o novo nao chegar .

Gostaria di saber se esse documento presisa ser tradusido para revalidar no Brasil ou quais sao os passos a serem Seguidos .

Desde ja agradecido.

Felipe Mair Rodrigues

    sergiotradutor · 8 de maio de 2013 at 15:12

    Olá Felipe! O curso de Laurea triennale italiano corresponde a um curso de graduação no Brasil. Para que a sua laurea triennale seja validada no Brasil é necessário obter no original a Pergamena (diploma) ou declaração de conclusão de curso (caso a Pergamena não esteja pronta), o histórico acadêmico contendo todas as disciplinas e as respectivas notas dos exames prestados, e a ementa de todas as disciplinas cursadas. Todos os documentos devem ser carimbados e assinados por um representante da faculdade, cuja assinatura deverá ser autenticada na Prefettura (não confundir com Comune) e a firma do Prefetto deverá ser reconhecida pelo Consulado Geral do Brasil de Roma ou Milão, dependendo de onde se encontra a sua faculdade na Itália. Chegando ao Brasil, todos os documentos deverão ser traduzidos por tradutor juramentado para o português para, então, serem apresentados junto a uma universidade brasileira para dar início ao processo de validação de diploma estrangeiro.

Thiago · 17 de maio de 2013 at 2:21

Bom dia Sergio.

Estou neste momento na Itàlia e vou estudar aqui.
No entanto, tenho uma duvida. Fiz um supletivo e consequentemente 1 ano de Universidade de Engenharia, posso dar sequencia e estudar aqui? Voce acredita que posso ter complicaçoes devido ao supletivo?

Um abraço.

    sergiotradutor · 17 de maio de 2013 at 12:57

    Ótima pergunta Thiago, obrigado por trazer essa questão aqui. Veja: o supletivo é um curso reconhecido no Brasil e equivale ao completamento do ensino médio (segundo grau). Logo, ele é válido na Itália (após o devido processo consular) mas não é suficiente para entrar diretamente na Universidade italiana. Isso porque o sistema escolar italiano (primário e secundário) tem a duração de 13 anos de estudo e o sistema escolar brasileiro (ensino fundamental e médio) dura 12 anos. Portanto, falta 1 ano de estudo para poder entrar na Universidade na Itália. Se você cursou 1 ano de Universidade no Brasil (comprovados por declaração da Universidade e histórico escolar), tendo sido aprovado em todos os exames de todas as disciplinas cursadas do primeiro ano de faculdade, você está apto a entrar em uma universidade italiana. Para tanto, você deve providenciar o seu histórico escolar do ensino fundamental e médio ou supletivo (com reconhecimento das firmas em cartório dos emissores), além da Declaração e Histórico da Faculdade (com firmas dos emissores reconhecidas em cartório), providenciar a tradução juramentada e levar ao consulado italiano de competência territorial (depende de onde estão localizadas as escolas/universidades) para poder legalizá-los e obter a chamada Declaração de Valor (Dichiarazione di Valore in Loco), que é um documento emitido pelo consulado e que diz a que título de estudo italiano corresponde os estudos feitos no Brasil. De posse da Declaração de Valor e dos documentos traduzidos e legalizados, você solicita junto à Universidade Italiana a sua matrícula. Se houver mais dúvidas, não deixe de escrever, inclusive para ajudar outras pessoas que possam estar na mesma situação sua!

Alesson · 19 de maio de 2013 at 16:31

Olá, minha duvida é: Ouvi rumores de que na Itália eles estudam um ano a mais que o o Brasil, e que se eu quiser fazer a universidade eu teria que estudar mais um ano na Itália gostaria de saber se esta noticia é plausível.
E a respeito ao curso de língua italiana onde posso fazer o exame que confirme que eu tenho o domínio da língua italiana, onde esse curso é oferecido, porque segundo alguns amigos meus este também é um dos pré requisitos pra ingressar na universidade italiana.

    sergiotradutor · 21 de maio de 2013 at 10:59

    Olá Alesson, a informação está correta. A escola pré-universitária italiana (primária e secundária) dura 13 anos, enquanto que no Brasil ela dura 12 anos. Para entrar em uma Universidade italiana, lhe será exigido um ano de estudo a mais e, também, um exame de conhecimento da língua italiana. Para estudar a língua italiana, você pode procurar qualquer curso livre, no Brasil ou na Itália.

Helio Penteado · 14 de junho de 2013 at 9:06

Olá Sergio, tudo bem?

Sou mestrando em direito e tenho interesse em estudar uma matéria mais específica em Torino o Milano: epistemologia em direito ou direitos humanos.

Onde vc me aconselharia a estudar italiano, do básico ao avançado, e talvez técnico, aqui no Brasil ainda, para que a língua não seja um entrave.

ABraços
Helio

    sergiotradutor · 23 de julho de 2013 at 19:35

    Oi Helio, para lhe responder preciso saber onde você mora no Brasil.

Deise Tomé · 17 de junho de 2013 at 0:31

Ola…Poderiam tirar minha GRANDE duvida?estou cursando Medicina Veterinaria no Brasil,e gostaria de ingressar la em Padova(Italia)..è possivel?o que terei que fazer pra ingressar?e que documentos devo levar?Detalhe:tenho residencia em Verona,sou cidada italiana e falo fluentemente a lingua…Obrigada…

    sergiotradutor · 23 de julho de 2013 at 19:31

    Oi Deise, para lhe responder preciso saber se você quer frequentar parte do curso na Itália, aproveitando as disciplinas cursadas no Brasil ou se pretende começar um novo curso na Itália. Outra coisa: preciso saber se a sua Universidade brasileira tem convênio com a Universidade de Padova.

anthony · 15 de julho de 2013 at 4:46

Olá Sergio!

Vou prestar o IMAT que é um exame de admissão para as universidades da Itália em Abril do próximo ano. Se que educação italiana dura 13 anos e no Brasil apenas 12. Porém estudei numa escola de ensino médio e técnico integrado e no caso estudei 13 anos (um ano a mais no ensino médio). Estou apto a conseguir a Declaração de valor?

    sergiotradutor · 23 de julho de 2013 at 19:26

    Olá Anthony, se você conseguir comprovar 13 anos de estudo, o consulado lhe dará uma declaração de valor na qual constará que vc está apto a frequentar a universidade na Itália. Para tanto, terá que obter o seu diploma e histórico (com as firmas dos emissores reconhecida em cartório de notas), traduzir para o italiano por tradutor juramentado e apresentar no consulado para a emissão da Dichiarazione di Valore in Loco.

Marcos Paulo · 28 de julho de 2013 at 19:02

ola
boa noite.
Fiz o ensino médio completo na Itália, e tenho o curso em técnico em eletrônica feito na Itália com duração de 5 anos. Gostaria de saber se eu fizer a Engenharia elétrica “3 anos” na Itália posso exercer no Brasil! pois já estou encontrado problemas no reconhecimento do meu curso técnico no Brasil, o conselho da educação diz que o meu curso é somente um curso de ensino médio “profissionalizante”e não técnico.
Não me pediram reconhecimento pelo consulado brasileiro “somente tradução juramentada.

    sergiotradutor · 2 de agosto de 2013 at 14:58

    Olá Marcos Paulo, se a secretaria de educação não reconhecer o seu diploma técnico (maturità tecnica), vc pode procurar também o SENAC. Sobre a laurea breve, ela pode ser aceita sim por uma instituição de ensino superior no Brasil, desde que vc encontre um curso análogo, com uma grade curricular análoga em uma universidade brasileira que faça revalidação de diploma. Lembre-se que a Laurea Breve italiana (triennale) corresponde a um curso universitário no Brasil e a Laurea Specialistica italiana corresponde a um Mestrado no Brasil.

Marcos Paulo · 3 de agosto de 2013 at 18:03

Boa Noite.
Tenho outra duvida, referente a esta validação de curso no Brasil.
A quantidade de horas das matérias tem que ser a mesma que a do Brasil? pois um curso de engenharia no Brasil e 5 anos, e na Itália 3 anos, penso que as horas serram bem menos.
estou tentando pegar o histórico escolar na Itália porem ninguém na escola sabe me informar, você sabe como chama este documento na Itália “Histórico Escola”?

Obrigado!

Françoise · 7 de setembro de 2013 at 23:17

Boa noite
tenho uma duvida a respeito de crianças. Vou fazer um fellow de dois meses e gostaria que meus filhos de 7 e 9 anos fossem para o colegio em abril e maio de 2014. Vc acha possivel para eles frequentarem um colegio em Verona?
Muito obrigada pela atenção
Françoise

    sergiotradutor · 19 de novembro de 2013 at 17:01

    Olá Françoise, para estudarem na Itália, além da documentação brasileira necessária, seus filhos deverão cursar um ano escolar completo, e não dois meses apenas, se não entendi errado o seu comentário. O ano escolar na Itália (e na Europa) começa em setembro e termina em julho do ano seguinte.

Teresa · 25 de setembro de 2013 at 11:28

Bom dia!

Tenho algumas dúvidas, estou me formando Bacharel em Direito e gostaria de saber se para ingressar na Universidade de Padova na Itália e fazer doutorado em Direito, preciso fazer o mestrado primeiro.
Pois, aqui no Brasil para fazer doutorado preciso fazer antes o mestrado.
Na itália também precisa ou posso fazer direto?
Se for possível, o CNPQ poderá disponibilizar uma bolsa??ou existe alguma outra possibilidade de bolsa?

Att,

Teresa

    sergiotradutor · 19 de novembro de 2013 at 16:45

    Olá Teresa, no Brasil não é necessário ter mestrado para cursar o Doutorado. O difícil é passar na prova de títulos sem um título de mestrado, pois todos os seus concorrentes o terão, mas a princípio não é obrigatório. Cabe à instituição de ensino avaliar se vc está apto ou não a cursar o Doutorado. Na Itália, para fazer o Doutorado, é necessário um título de laurea (graduação do chamado velho ordenamento) ou uma laurea specialistica ou magistrale do novo ordenamento (equivalente a um mestrado). Sobre bolsas do CNPQ, consultar o site do órgão.

Carol · 27 de setembro de 2013 at 8:43

Ola! Gostaria de saber qual seria meu titulo de estudo no Brasil se eu fizesse um Master I livello na Italia? Obrigada!

    sergiotradutor · 19 de novembro de 2013 at 16:38

    Mestrado.

Juliana Flauzino · 30 de setembro de 2013 at 19:46

Boa noite Sérgio,
Pretendo fazer faculdade ano que vem em Milano mas, como já foi dito, o Brasil tem 1 ano a menos na grade estudantil até a universidade e isso será um problema pra mim. Existe algum tipo de supletivo desse ultimo ano de estudos para estrangeiros? Se sim, ele dá direito a visto de estudante e como posso me matricular?
Obrigada!

    sergiotradutor · 19 de novembro de 2013 at 18:02

    Olá Juliana, vc deverá cursar um ano de faculdade no Brasil (sendo aprovada em todas as disciplinas) para poder obter a chamada Declaração de Valor (Dichiarazione di Valore in Loco) com um ano a mais, necessário para acessar a universidade na Itália.

Thais · 1 de outubro de 2013 at 20:50

Ola,

Gostaria de perguntar se as Universidades da Itália são privadas opu públicas, ou ambas, se são pagas e se há dioferença de valores entre cursos, se são financiáveis sendo cidadão italiano.
Grattidão imensa, abraço.

    sergiotradutor · 19 de novembro de 2013 at 18:01

    Na Itália existem universidades públicas (maioria) e privadas (poucas, mas de muito prestígio). As universidades católicas são privadas e existem também as privadas de renome internacional, como a Bocconi de Milão. Mesmo nas universidades públicas deve-se pagar uma taxa de inscrição e anualidades, segundo critérios de equidade e solidariedade, em relação às condições econômicas dos alunos.

Dijane · 2 de outubro de 2013 at 12:52

Boa tarde,
Terminei o ensino mèdio no Brasil( SAo Paulo) e fiz faculdade de Design de Moda mas nao peguei o diploma por uma DP no primeiro semestre.
Enfim, agora moro na Itàlia jà ha 1 ano (tenho residencia na SArdegna)e gostaria de fazer psicologia na universidade de Cagliari.
Minha dùvida è antes de tudo como devo proceder e quais documentos devo apresentar aqui para a inscriçao e se posso pegar o ano da faculdade no Brasil emprestado para completar a “terza mèdia e superiore” daqui.

Obrigada.

    sergiotradutor · 19 de novembro de 2013 at 16:17

    Olá Dijane, vc pode se valer desse curso universitário para conseguir o ‘ano a mais’ exigido pelo sistema italiano.

carla · 15 de outubro de 2013 at 13:17

Ola entao eu moro na Italia …e agora gostaria mto de estudar aqui ,mas eu nao fiz o 3 ano do 2 grau no Brasil…eu gostaria de saber se aqui na Italia tambem tem algum tipo de supletivo q possa equivaler ao 2 grau completo..desde ja agradeco

    sergiotradutor · 19 de novembro de 2013 at 16:37

    Você pode procurar um EDA (Educazione degli Adulti) da província de sua residência na Itália.

aline · 15 de outubro de 2013 at 13:24

Boa tarde!! eu moro na Italia ,tenho uma duvida ,se eu tenho o eu 2 grau completo no Brasil…para completar os 13 anos eu poderia fazer um curso de italiano de 1 ano ,para nao precisar frequentar a escola normal daqui ou nao seria equivalente?obrigada

    sergiotradutor · 19 de novembro de 2013 at 16:08

    Olá Aline, para obter esse um ano a mais vc deverá cursar uma universidade no Brasil por pelo menos um ano (e ser aprovada em todas as matérias) para poder legalizar a documentação dos estudos feitos no Brasil (ensino fundamental/médio e universidade brasileira) para poder acessar uma universidade italiana.

Daiany · 4 de maio de 2015 at 16:35

Olá! Tenho um diploma di Qualifica em servizi commerciali. gostaria de saber se esse diploma equivale ao ensino médio completo brasileiro? Obrigada

    sergiotradutor · 6 de maio de 2015 at 16:34

    Olá Daiany, se o seu diploma corresponder à antiga ‘scuola superiore’, atual ‘scuola secondaria di secondo grado’, é possível fazer a equivalência com o ensino médio brasileiro.

PATRICIA VALENTINI · 26 de dezembro de 2015 at 14:11

Olá,
Tenho interesse de cursar o ensino superior na Itália, este ano fiz dois semestres de engenharia civil, este poderia validar como “um ano a mais” que eles pedem? Meu interesse é de dar continuidade no curso de engenharia na Itália

    sergiotradutor · 30 de dezembro de 2015 at 16:04

    Olá, Patrícia! Exatamente isso. Se vc cursou dois anos de engenharia civil no Brasil e passou em todas as disciplinas, então vc consegue comprovar esse ano a mais e está apta a frequentar uma universidade na Itália.

juliana monteiro · 11 de janeiro de 2016 at 8:29

Olá,

Sou jornalista, moro em Roma e gostaria de cursar psicologia aqui. Como funciona? Vestibular? É possível se inscrever sem prestar vestibular?

Obrigada!

    sergiotradutor · 11 de janeiro de 2016 at 8:42

    Olá Juliana, para cursar uma universidade na Itália é necessário fazer a pré-inscrição universitária, que varia de universidade para universidade. Também é comum haver exame de admissão (análogo ao nosso vestibular), que pode variar desde uma simples análise de curriculum até provas escritas e entrevistas. Isso tudo varia de faculdade para faculdade. Portanto, o ideal é vc escolher o seu curso e a faculdade, entrar em contato com ela e saber quais são as modalidades previstas. Sobre a documentação, vc tem já os pré-requisitos necessários para entrar na universidade (12 anos de estudo). O seu ensino fundamental-médio tem 11 anos e a sua faculdade complementa com folga esse ano a mais necessário para entrar na universidade italiana. Vc terá que preparar essa documentação no Brasil: diploma e histórico escolar do ensino fundamental-médio, traduzido para o italiano por tradutor juramentado e legalizado no consulado italiano de competência.

Jane Diniz · 12 de janeiro de 2016 at 4:25

Olá, bom dia! Por favor me responde essa duvida: moro na Itália ha menos de 1 ano e quero trazer minha filha de 13 anos para morar comigo. No caso, ela concluiu o 8 ano do ensino fundamental II no Brasil. Esse ano de 2016 ela faz 14 anos e concluiria em dezembro o 9 ano, finalizando o Ensino Fundamental II. Nesse caso para que ela já ingresse direto no Liceo Italiano é melhor que ela conclua o 9 ano no Brasil em dezembro ou ela já poderia iniciar em setembro de 2016 aqui na Itália? Fico na dúvida sobre essa equivalência se é de conclusão ou de anos?

    sergiotradutor · 18 de janeiro de 2016 at 23:45

    Olá Jane, ela tem que concluir o ensino fundamental (scuola secondaria di primo grado) para poder entrar na escola secundária de segundo grau (scuola superiore/liceo). Ela vai ter que ficar 6 meses parada pois as aulas na Itália começam em setembro, então ela termina em dezembro no Brasil o ensino fundamental e começa o Ensino médio (liceo) na Itália em setembro de 2016.

Maria Julia · 12 de janeiro de 2016 at 14:43

Ola! Tenho a intenção de cursar medicina na universade de Pavia. Gostaria de saber se posso fazer qualquer curso universitátio para cumprir os 13 anos necessarios ou se precisa ser na área de ciencias medicas.

    sergiotradutor · 18 de janeiro de 2016 at 23:37

    Olá Maria Julia, vc pode cursar qualquer curso, desde que seja aprovada em todas as disciplinas que cursar.

maria · 13 de janeiro de 2016 at 0:31

olá, pretendo ir para a itália esse ano, tenho dois semestres completos em enfermagem, gostaria de saber se posso ingressar na itália, em medicina, eliminando matérias estudadas na enfermagem, ou seria possível apenas com medicina? obrigada

    sergiotradutor · 18 de janeiro de 2016 at 23:28

    Olá, Maria, vc consegue eliminar as disciplinas cursadas e nas quais tenha sido aprovada, desde que o programa coincida com o da faculdade que vc escolher na Itália, independentemente do curso que tenha escolhido.

Andrea · 18 de janeiro de 2016 at 19:55

Ola,
Vc sabe me informar se uma medica veterinaria formada no Brasil, pode trabalhar nesta profissao na Italia? O que precisa ser comprovado? Ou há necessidade de fazer prova na regiao? Obrigada

    sergiotradutor · 18 de janeiro de 2016 at 23:55

    Olá Andrea, os títulos de estudo da área da Saúde devem ser validados pelo Ministero della Sanità (Ministério da Saúde) italiano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.